Faróis de nós

Somos faróis
Que aprendemos a sincronizar nossos giros.
Meu momento de sombra alimenta-se e confia da luz visível do próximo
As dúvidas são refeitas
Ao compasso do lado luminoso.
Muitos dão confiança aos riscos de minha navegação e eu atribuo um sinal nítido 
Aos mares agitados quando a terra se borra. 
Somos faróis cuja luz não se mostra de forma simultânea. 
Nossa luz complementar dada é o nosso maior tesouro. 
Nossa alternância é o estímulo para seguir. 
Assim vejo o teu lado escuro e tu o meu,
E, além disso, ambos conhecemos a luz do outro. 
E isso, nos dias de tempestade, quando estamos perdidos, 
É a melhor garantia de acabar encontrando 
Um Porto cheio de calma para ti e para mim. 
Porque sempre, sempre, um ficará aceso. 
E isso é que faz a vida tão reconfortante.


Rebeca Lima

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Levado pelo vento

Camisa de força

Confissões e Segredos